quarta-feira, 16 de abril de 2014

O que é a Geração C?

Essa publicação é do ano de 2011 e foi retirada do blog CHMKT (atual Unplanned). Resolvi pegar uma parte que cita algumas características dessa tal "geração C" e, ao final, 5 dicas! Infelizmente não encontrei a postagem depois que o blog mudou de nome, então não tenho como recomendar o restante da leitura que, inclusive, tinha uma apresentação de slides bem interessante!


Comportamento Tribal: Essa geração forma suas próprias identidades e se expressa em tribos, refletindo o desejo de conectar em torno de idéias interessantes, objetos culturais, causas e movimentos Para ter chances maiores de alcançar a Geração C, as marcas precisam entrar nas conversas que estão acontecendo nas tribos. Opiniões de dentro das tribos tem muito mais credibilidade e conseguem mais atenção em comparação a fontes externas.

Status social com base nas coisas que compartilha: A Geração C ganha credibilidade com seus amigos ao expressar opiniões, ideias, observações e pensamentos. Essa influência depende do que eles compartilham, e de qual a freqüência. Portanto, pra virar conversa entre a geração C é preciso criar capital cultural sempre novo. Aparecer com novidades, comenta, é um processo que dá a eles status dentro das suas tribos e redes sociais. Os profissionais de marketing, aliás, precisam pensar sobre como estão melhorando o status social dos indivíduos com quem estão tentando engajar.

Comportamento de enxame de abelhas: Empoderados pelas mídias sociais, os membros dessa geração se mobilizam como um único ser dentro dessas tribos - assim como as abelhas -, em assuntos que os interessam. Os profissionais de marketing que querem influenciá-los de forma eficaz devem falar com a comunidade, e não com o indivíduo. Quando o assunto é decisão de compra, por exemplo, 85% dos jovens confiam na aprovação dos amigos, diz Pankraz.

Oxigênio social: Mais do que qualquer outra “geração”, a C se esforça para se manter constantemente conectada em plataformas de mídias sociais. Seus aparelhos móveis, no entanto, são seu ‘oxigênio social’, permitindo se conectar, criar e compartilhar opiniões e pensamentos dentro das suas tribos. O celular age como sua ponte para o mundo, mas, ao mesmo tempo, funciona como um escudo social para esse grupo se proteger das pessoas com quem não quer passar tempo.

Atenção parcial contínua: Esse pessoal consome, em média, 13 horas de conteúdo diário, e está constantemente exposto a novidades. Como se fossem especialistas em gestão de conteúdo e informação, eles se envolvem em conversas sem fim, constantemente ‘transmitindo ao vivo’ suas experiências ao mundo.

Camaleões: As plataformas de mídias sociais criaram um novo comportamento tribal entre o pessoal da geração C. Eles são camaleões, constantemente mudando e transformando suas identidades para simultaneamente pertencer ao máximo de tribos possíveis. Uma dimensão única definitivamente não é uma opção para a Geração C, conta Pankraz.

Co-criadores: A web social libertou a criatividade da geração C, levando ao que Pankraz chama de ‘democratização da criatividade’. Eles não mais consomem ideias, mas ativamente participam, se envolvem e colaboram.

Para ajudar a criar conteúdo para a geração C, o Dan Pankraz deixou 5 dicas. Segundo ele, os profissionais de marketing devem garantir que o conteúdo:

1. Seja relevante, útil e divertido.
2. Melhore seu status social dentro das tribos.
3. Peça uma reação e tenha uma interface social divertida.
4. Conecte os integrantes da geração uns aos outros, não apenas com a marca.
5. Permita a geração C a participar, interagir ou produzir conteúdo e passar adiante.


Recomendo a Leitura de A chamada Geração C




segunda-feira, 14 de abril de 2014

A Chamada "Geração C"

Publicado em 07/08/2010 para o blog PROPeMARK


Este artigo é tão bom e pertinente que merece um post exclusivo para ele. "Geração C" é a geração do "Conteúdo, Compatilhamento e Conectividade". Geração que não conhece um mundo sem esses "3 C's". Geração essa que possui indivíduos de 16 anos ou menos, que num futuro muito próximo fará parte de seu mercado agindo de forma direta (sem intermédio de mesadas e afins). Isso se já não está atuando, ganhando dinheiro com seus "freela", blogs e etc.

Pensemos, com 21 anos espera-se estar inserido no mercado da forma que chamei de "direta". Isso significa que daqui a 5 anos, NO MÁXIMO, a "Geração C" já estará fazendo parte da estratégia de comunicação para a população economicamente ativa.

Aos que estão entrando no setor de Marketing (e adjacências) e aos que já estão inseridos, é muito importante saber como se comporta esta geração e o artigo listado abaixo, juntamente com o video, retrata MUITO BEM como se comporta a chamada "Geração C".

Confira o video com menos de 10min:


Após ver o video, leia o artigo publicado por Camila Leporace para o site Opinião e Notícia:

#Leia aqui o artigo "Geração C".

Finalizando
Geração Y, Geração C, Geração G, Geração Z, Geração F, D ou P... Importante frisar que o mais importante não é se prender aos nomes que resolvem dar. Importante mais ainda é frisar que muito mais do que a idade, o que é mais marcante nessas "gerações letrinhas", é o comportamento, assim um vovô pode ser mais "geração qualquer letrinha" que um fedelhinho...

Leia também: O que é a Geração C



sábado, 12 de abril de 2014

Como se relacionar com o Consumidor

O vídeo não é novo (é de 2010), mas expõe de forma didática de como se relacionar com o consumidor no século XXI. Apesar de já ter um certo tempo, de tudo isso continua super válido, ou melhor, a questão de precisar envolver mais o consumidor para reter a sua atenção diante da "batalha midiática de informações" ficou ainda mais complexa.